ELIANA DE LIMA

Uma mulher que derrubou preconceitos. A carreira de Eliana de Lima tem sido um sucessivo transpor de barreiras rumo a uma vitória que já se acreditava quando ela pisou pela primeira vez a quadra da Escola de Samba Cabeções de Vila Prudente, em 1979 e apesar de levantar todos os ensaios, aplaudida pelos componentes, sua condição de mulher despertou preconceito e não a deixaram defender o samba na avenida.

Mas Eliana gosta de desafios e de vencê-los com sua voz conhecida e forte, que começou a se tornar famosa em todo Brasil no desfile de 1980, quando defendeu o samba-enredo “Cultura, divindade e tradição de um povo”, com as cores da Escola de samba Príncipe Negro. Dali para a presença no Lp dos sambas enredo do ano foi onde aconteceu a primeira vitória contra o preconceito, uma mulher puxando samba-enredo na avenida e ainda levando para o disco. Cala o tabú.